• Ponto Care®

Quais os tipos de vacinas disponíveis

A vacina é uma forma segura e inteligente de produzir uma resposta imunológica no corpo, sem causar doenças.


Nosso sistema imunológico é projetado para lembrar. Depois de exposto a uma ou mais doses de uma vacina, normalmente permanecemos protegidos contra uma doença por anos, décadas ou mesmo por toda a vida - é isso que torna as vacinas tão eficazes. Em vez de tratar uma doença depois que ela ocorre, as vacinas nos previnem de adoecer.


Vacinas de vírus inativado

Consiste na administração do vírus morto/inativado, incapaz de produzir doença. As vacinas de vírus inativados não fornecem uma resposta imune tão forte e geralmente precisam de doses adicionais para gerar uma resposta imune duradoura. Esse tipo de vacina pode ser aplicado em pessoas imunodeprimidas ou gestantes.


Vacina de vírus vivo atenuado

Contém o vírus vivo, porém enfraquecido. Dessa forma, o vírus não desenvolve a doença, mas induz uma resposta imune do organismo para combater o vírus.


Vacina baseada em DNA

Vacinas de DNA, ou gênicas, repassam a informação genética do patógeno para o organismo, onde ele induz uma resposta que leva o corpo a uma produção de anticorpos e memória celular e, quando houver um novo contato, o organismo não irá desenvolver a doença e poderá estar protegido por toda a vida.


Vacina com vetor viral não replicante


A vacina é inserida dentro de outro vírus modificado em laboratório. Esse vírus serve de “meio de transporte” e é incapaz de gerar a doença no organismo. Assim que chega no corpo humano, ela induz o sistema imunológico a identificar e gerar memória celular, evitando infecções futuras.


Vacina de fração proteica

Nesse tipo de vacina, são utilizadas partículas do vírus, podendo ser de um vírus fracionado ou segmentado com sua a atividade anulada. Assim o vírus não desenvolve a doença no organismo, mas induz a resposta imunológica.


Vacina baseada em RNa (material genético)

A vacina possui o RNA do vírus e tem como objetivo desenvolver, no organismo humano, as proteínas necessárias para combater o vírus. A tecnologia dessa vacina permite que a sua fabricação seja mais rápida que as outras, já que não tem a necessidade de cultivá-la.


Vacina de partículas similares a vírus (VLP)

As VLPs possuem partículas semelhantes ao vírus. Elas mimetizam as partículas, mas não carregam o material genético, então, não são infectantes. Quando entram em contato com o nosso organismo, ativam o sistema imune e induzem a criação de anticorpos.


Como funciona o processo de desenvolvimento e testes da vacina:


A pesquisa é realiza em 3 partes:

· ESTUDO EM LABORATÓRIO

· ESTUDO EM ANIMAIS

· ESTUDO EM SERES HUMANOS


O estudo em ser humano passa por 3 fases


FASE 1

Um pequeno grupo de voluntários recebe a vacina. O teste avalia a segurança e verifica se acontece uma resposta no sistema imune de cada um e, a partir disso, as dosagens são analisadas.


FASE 2

Nessa fase, são introduzidos centenas de voluntários, divididos em grupos que possuem características parecidas (sexo e idade, por exemplo), onde alguns recebem a vacina e outros não. Esse teste auxilia na análise de resultados e comparação de dados, para auxiliar na resposta e eficácia da vacina.


FASE 3

Parecida com fase 2, porém nessa a vacina é administrada em milhares de voluntários, onde alguns recebem a vacina e outros não. Os grupos são comparados e seus dados analisados para verificar a segurança, eficácia e efeitos da vacina. Já existem 48 vacinas contra a Covid-19 nessa fase e algumas com resultados acima de 90% de eficácia.


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Endereço:

Rua Dom Juvêncio de Brito, nº 229, sala 401

Freguesia (Jacarepaguá)

Rio de Janeiro - RJ, 22755-200

Escritório central:
Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 8h às 18h.

Telefone:
++55 21 99972-0120

Vamos conversar?

Clique aqui

Menu

Menu

Onde estamos

Whatsapp:

+55 21 99884-3110